Não é o mais forte que sobrevive, mas quem se adapta melhor as mudanças!

A frase é de Leon C. Megginson, e retrata bem a era de mudanças em que vivemos.

A F1 talvez tenha sido um dos esportes que melhor tenha se adaptado as mudanças atuais e tenha criado uma identidade.

Muitas pessoas se surpreenderam quando a modalidade saiu da Globo, não era uma questão financeira, mas estratégica.

A proposta da Globo, financeiramente era melhor, mas desvalorizava a competição, havia exclusividade, não transmitia os treinos classificatórios e as vezes nem a corrida.

A F1 apostou no streaming (serviço de transmissão pela internet), fechou com a Netflix e é transmitida no Brasil pela Band.

O negócio F1 deixou de ser a corrida na pista para ser o todo,os bastidores, os atletas, os chefões!

A F1 entendeu o novo mercado em que se encontra e se posicionou de forma a atender os clientes!

O que já era emocionante por natureza, tem sido cada vez mais emocionante pela tecnologia!