Equipe também plantou seis mudas de árvores e instalou placas de proibição do descarte irregular

A subprefeitura da Região Leste de Barra Mansa realizou na última terça-feira, dia 26, um mutirão de limpeza às margens da BR-494, na entrada do bairro Boa Vista III. Foram recolhidos 10 caminhões de entulhos. A equipe também plantou seis mudas de árvores e instalou placas de proibição do descarte irregular.

Segundo o subprefeito Marco Chiesse, a área era utilizada para descarte de lixo doméstico, resíduos de construção civil e entulhos como pneus e vaso sanitário. “O descarte nesse local já acontece há bastante tempo e queremos mudar essa mentalidade. Com a limpeza, nosso intuito é conscientizar a população de que é preciso conservar a natureza e descartar o lixo de forma correta”, informou.

CRIME AMBIENTAL

O descarte irregular de lixo e entulho é considerado crime ambiental, passível de multa e detenção, em caso de flagrante. A fiscalização e apuração de denúncias é feita pela Guarda Ambiental e pelo Saae-BM(Serviço Autônomo de Água e Esgoto). As punições são aplicadas de acordo com as leis federais 12.305/2010 e 9605/1998, e municipal 3276/2001. O Saae-BM é o gerenciador dos serviços de limpeza urbana prestados na cidade, como coleta de resíduos domiciliares e seletiva, varrição e remoção de entulho.

De acordo com o coordenador de Resíduos Sólidos do Saae-BM, Jackson Rabelo, é proibido o descarte de lixo ou entulhos em vias públicas, logradouros ou outros lugares que não seja o CTR – Central de Tratamento de Resíduo, localizado na BR-157. “Em caso de necessidade do descarte como resíduos de obras, móveis, eletrodomésticos e até animais mortos, o morador deve ligar para a Coordenadoria de Resíduos Sólidos que dará toda a orientação necessária para o descarte correto do material”, afirmou. Denúncias e solicitações devem ser feitas para os telefones do Saae (24) 3322-6195 e 115 ou para a Guarda Ambiental no (24) 2106-3408.

Jackson ressalta que o Saae-BM investe na conscientização dos moradores com palestras em escolas, empresas, instituições e no dia a dia. “O objetivo é explicar que o descarte irregular prejudica não só o meio ambiente, como também a saúde da população ao redor. Além da obstrução das calçadas e acostamentos das vias, os mesmos provocam a proliferação de vetores como ratos e mosquitos como o Aedes Aegypti, ou o entupimento do sistema de drenagem da cidade”, completou.

PALESTRAS DO SAAE

As palestras podem ser solicitadas pelo telefones (24) 3322-6195 ou 115, e pelo WhatsApp (24) 9 9825-3262. O Saae realiza a orientação em escolas, empresas e instituições.