Cidade Destaque

Secretaria de Saúde inicia 20ª edição do curso para Cuidador Familiar de Idosos

Capacitação é voltada para Agentes Comunitários de Saúde, cuidadores das Residências Terapêuticas e comunidade

Mais uma turma de 64 pessoas iniciou nesta terça-feira, dia 6, a 20ª edição do curso de Cuidador Familiar de Idosos, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde, no Campus UniFOA (Centro Universitário de Volta Redonda), no Aterrado. A iniciativa já beneficiou cerca de 1500 pessoas em busca de informação ou qualificação profissional. A capacitação é voltada para os Agentes Comunitários de Saúde, que atuam nas unidades onde tem o Programa de Saúde da Família, para funcionários das Residências Terapêuticas, que atendem pacientes da Saúde Mental e pessoas da comunidade.

O prefeito Samuca Silva destaca que o curso irá capacitar pessoas que proporcionarão mais qualidade de vida aos idosos da cidade. “Estamos mantendo o foco em políticas preventivas. Além disso, o curso contribui também para a geração de empregos de cuidadores. Isso significa que além de promover a saúde e bem estar dos idosos, estamos gerando mais empregos para a nossa cidade”, afirmou o prefeito.

O secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, reforçou a importância do curso. “Todos os participantes sairão daqui, ao final do curso, capacitados para fazer um atendimento humanitário de qualidade. As aulas, teóricas e práticas, dão mais segurança e respaldo ao cuidador familiar. Queremos melhorar a qualidade de vida da população idosa de Volta Redonda que é cuidada por parentes, em casa. Além disso, iremos capacitar também nossos funcionários que atuam com pacientes idosos que necessitam de ajuda temporária ou permanente para o desenvolvimento de suas atividades diárias, disse o secretário.

O geriatra, José Roberto barroso, foi o primeiro médico a ministrar o curso em Volta Redonda. “Em 1999 fizemos o primeiro Curso de Cuidadores de Pessoas Idosas, com objetivo de capacitar os familiares e os agentes comunitários. Nesses vinte anos várias adaptações foram realizadas, mas conseguimos sustentar esse tempo todo o curso. Dentro dos núcleos que foram capacitados pela professora Caldas, da UERJ, o único vigente é o de Volta Redonda”, comemora o médico.

A agente comunitária de saúde da Unidade Básica de Família do bairro São Lucas, Margarida de Fátima Pereira, 53 anos, quer se reciclar e melhorar sua atuação no trabalho. “Quero conhecer o idoso, até mesmo para cuidar melhor do meu pai que é acamado. Com esse curso vou ganhar experiência. Estava tão interessada que fui uma das primeiras a me inscrever para o curso”, disse Margarida.

Para Sheila dos Santos, que trabalha na Residência Terapêutica do bairro Sessenta, o curso irá ajudar a aprimorar o seu conhecimento. “É muito importante saber cuidar principalmente do idoso. Depois que terminar o curso saberei cuidar melhor do idoso tanto na parte física quanto emocional”, explicou.

O curso será realizado de 06 de agosto a 17 de dezembro e a parte teórica acontece duas vezes por semana (às 3ª e 5ª feiras) das 13h30 às 17h, no UniFOA, Campus Aterrado. E as vivências práticas serão realizadas no Centro-Dia de Atendimento à Pessoa Idosa com Alzheimer e Familiares, no Jardim Paraíba; Centro Dia de Atendimento à Pessoa Idosa, no bairro Nossa Senhora das Graças; na Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI), no Dom Bosco e Monte Castelo e também no hospital do idoso.

Serão considerados aprovados os alunos que tiverem no máximo cinco faltas nas aulas teóricas, nenhuma falta no estágio obrigatório e que cumprir a realização das avaliações no decorrer do curso. O aluno também deverá realizar um trabalho de conclusão do curso.