Comissão especial avaliou os projetos das empresas habilitadas para desenvolver a atividade em Volta Redonda

Volta Redonda segue caminhando para receber uma usina de geração de energia através do lixo. A secretaria municipal de Meio Ambiente, realizou nesta quarta-feira, dia 19, uma reunião com as cinco empresas que participaram do chamamento público habilitadas para participar das licitações do projeto de geração de energia a partir de resíduos sólidos urbanos. A comissão especial vai avaliar as melhores propostas, incluindo a viabilidade financeira e ambiental, entre outros requisitos.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente de Volta Redonda, Daniela Vasconcelos, a reunião foi muito importante para tirar duvidas. “A reunião foi muito proveitosa as empresas esclarecem suas dúvidas a respeito de como a prefeitura espera que sejam desenvolvidos os projetos”, disse.

As empresas habilitadas para realizar o projeto foram: Weber Ambiental; Kogenergy do Brasil; Amperia e Zadar; Castello Engenharia e Projetos Ltda EPP; e Plural.

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, enfatizou a importância do projeto para a cidade. “Este projeto vai demonstrar que podemos nos comparar a grandes cidades. Diariamente eu cobro dos secretários novas ideias e integração. Volta Redonda está mudando e as mudanças estão trazendo avanços em todos os seguimentos. Recebemos, recentemente, dois prêmios como prefeito empreendedor e este reconhecimento é um sinal de que a nossa cidade está no caminho certo”, contou.