Treinamento faz parte do projeto de tornar a autarquia acessível a todos os contribuintes

O Saae-BM (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Barra Mansa) formou nessa quinta-feira, dia 12, a primeira turma do curso de Libras que a autarquia disponibilizou aos servidores. Focado no Atendimento ao Público Especial, os alunos receberam um certificado de conclusão do treinamento numa cerimônia realizada no local do curso, ETA Nova, no Centro.

O presidente da Comissão de Libras do Saae, Pasquinéo da Cunha Teodoro, destacou o legado que fica do treinamento. “Acredito que o curso deixa uma herança importante para as pessoas que participaram e para as pessoas que convivem com deficientes. Libras é a segunda língua oficial no Brasil e isso mostra o compromisso que o diretor Fanuel Fernando tem com a população de tornar o Saae uma autarquia acessível“, afirmou Pasquinéo.

O professor Herison Ferreira ressaltou a experiência que os alunos que se formaram adquiriram para a vida. “Quando as pessoas que atendem em órgãos públicos aprendem a língua de sinais, elas estão oportunizando os deficientes o acesso que eles precisam. Usar a acessibilidade para a língua que até hoje as pessoas subjugam”, enfatizou Herison.

O estagiário Iago Mendes afirmou que o treinamento serviu de grande aprendizado. “Me fez perceber o quão importante é conhecer novas formas de se comunicar, ainda mais trabalhando em uma autarquia como o Saae onde lidamos com diversos tipos de pessoas. Esse curso faz com que possamos atender a população da melhor forma possível”, salientou Iago.

O curso foi dividido em duas turmas de aproximadamente 25 pessoas cada. Às quintas-feiras, o curso era focado no Atendimento ao Público Especial e teve duração de 20 horas. Já nas sextas-feiras, o curso de Introdução em Libras tem duração de 40 horas e é para funcionários internos, com ênfase na conversação. A previsão é que a segunda turma se forme em setembro. Funcionários que ainda não participaram poderão se inscrever ainda em 2018.