Pesquisa de qualidade realizada trimestralmente com os usuários apontou quase 100% de aceitação do serviço 

O Novo Restaurante Popular de Volta Redonda completa, nesta semana, seis meses de funcionamento, na Avenida Integração, no Aterrado. Neste período, entre 02 de janeiro e 02 de julho, foram servidas 170.230 refeições, incluindo desjejum (café da manhã) e almoço. Diariamente, o restaurante serve 600 cafés da manhã, entre 6h30 e 9h, e 1,5 mil almoços, das 10h30 até 14h30 ou até esgotarem as 1,5 mil refeições.

 De acordo com a nutricionista, Denise Coelho, os clientes são fiéis. “A maioria vem diariamente e já elegeu a sobrecoxa e a feijoada como os pratos preferidos”, disse, acrescentando que o público é diversificado: “Os idosos, normalmente aposentados, são os primeiros a chegar; seguidos pelos funcionários do comércio, que vêm por volta do meio-dia; e, após esse horário, o público é variado”, contou.

Ela informou que oscardápios são elaborados pela empresa prestadora de serviço e enviados para aprovação de nutricionistas ligadas à Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) para aprovação. A cada dia, devem ser preparados dois tipos de salada, um prato protéico (tendo opção ovo ou isca de fígado apenas nos dias em que a preparação protéica seja suína ou pescado), uma guarnição (como macarrão, polenta, farofa), dois acompanhamentos (arroz e feijão), além de suco e sobremesa.

“O cliente chega ao restaurante e passa diretamente no caixa, com a nota na mão, eles são servidos pelos funcionários de acordo com sua preferência. Após a refeição, os usuários levam os vasilhames e a bandeja para serem higienizados e podem tomar o café, que é uma cortesia”, explicou Denise.

A gerente da unidade, Jaqueline Stefanon, lembrou que a equipe já realizou duas pesquisas de qualidade com os clientes do restaurante e o resultado foi muito positivo. “A pesquisa é trimestral. Disponibilizamos um questionário junto com as refeições e repetimos a prática até atingir o mínimo de 1,5 mil entrevistados”, contou.

Ela relatou que o resultado da pesquisa realizada em março apontou 97% de aprovação do serviço pelos clientes e na mais recente houve crescimento de um ponto percentual na aprovação dos usuários, chegando aos 98%. “Ficamos satisfeitos com o resultado da pesquisa, que mostra que a população está gostando do serviço do restaurante”, disse.

O questionário distribuído aos clientes aborda a Qualidade da refeição (sabor do alimento, temperatura e variedade), Atendimento (cortesia, agilidade e resolução de problemas) e Higienização (alimentos, ambiente e profissionais).

O aposentado José Renato Belo, morador do Siderlândia, vai diariamente ao Novo Restaurante Popular e está muito contente com o serviço.“A comida é boa, o ambiente é confortável e o preço é muito acessível. Vindo aqui, dou um descanso para minha esposa e ainda faço um passeio pelo comércio. E com a minha idade não gasto nem com o ônibus”, falou.

Outra cliente assídua do restaurante é Perla Batista Ribeiro, funcionária de uma empresa de transporte coletivo. “A reabertura do restaurante facilitou muito a minha vida. Sempre que estou no turno da manhã, tenho a opção de almoçar aqui antes de ir para casa ou resolver pendências na rua”, contou, lembrando que o preço da refeição é menor que qualquer lanche e muito mais nutritivo e balanceado.

Fernando dos Reis Dimas, que trabalha como mecânico no Aterrado, também frequenta todos os dias o Restaurante Popular e nesta quarta-feira, dia 03, estava acompanhado do filho, Luan, de 13 anos, que estreava a refeição. “É muito bom ter um local que serve comida boa por um preço que posso pagar. Agora, chego em casa e posso descansar, sem ter que preparar marmita. Digo, com certeza, que ganhei qualidade de vida”, afirmou, acrescentando que só trouxe o filho por conhecer a qualidade da comida. 

O secretário municipal de Ação Comunitária, Marcus Vinícius Convençal, parabenizou a administração municipal pelo esforço para reabrir o restaurante popular. “O espaço passou por adequação do sistema de incêndio, reestruturação elétrica, reparos nos aparelhos de ar condicionado e recuperação dos móveis. Sempre pensando em oferecer um serviço de excelência à população”, lembrou.

O prefeito do município, Samuca Silva, se sente realizado com mais essa conquista para os moradores de Volta Redonda. “Desde a abertura do Novo Restaurante Popular, estamos fornecendo alimentação de qualidade a custo baixo a aproximadamente 29 mil pessoas por mês. Isso reverte em saúde e qualidade de vida para a população”, falou Samuca, lembrando que assumiu a prefeitura com o local fechado e reabriu com recursos próprios.     

O Novo Restaurante Popular funciona em dias úteis, respeitando o calendário da Prefeitura de Volta Redonda. O preço do café da manhã é R$ 1,50, sendo que 60 unidades são distribuídas gratuitamente para pessoas em situação de rua cadastradas no Centro POP. O almoço custa R$ 3,50, mas são disponibilizados 350 pratos para famílias inseridas no Bolsa Família e idosos ou pessoas com deficiência beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada) a R$ 2,00 e ainda 50 unidades grátis para crianças até seis anos pertencentes às famílias em situação de rua cadastradas no centro POP.