Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas foram os primeiros a receberem a vacina contra o vírus nesta quinta-feira, dia 21

A Prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de Saúde, teve o terceiro dia em campo pela campanha de vacinação contra a Covid-19. A primeira fase de vacinação teve início pelos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde: trabalhadores de saúde; pessoas institucionalizadas (que residem em asilos) com 60 anos de idade ou mais; e pessoas institucionalizadas com deficiência. Na manhã desta quinta-feira, dia 21, os profissionais de saúde do Hospital São João Batista (HSJB), que estão na linha de frente no combate à doença, receberam a vacina. Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas foram os primeiros vacinados no hospital.

A secretaria também realizou a vacinação na sala de estabilização do bairro Santa Cruz; na residência terapêutica do bairro São Luiz; na Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) do Volta Grande (referência no atendimento à Covid-19); e dos profissionais de saúde do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Um dos médicos que recebeu o imunizante contra a Covid-19 no HSJB foi o anestesista Marcelo Pires de Souza, que destacou a luta dos profissionais de saúde contra o vírus na pandemia.
– Para quem está na linha de frente combatendo essa doença, é importante a vacinação para continuarmos lutando por nossos pacientes. Para ficarmos mais seguros quando sairmos do trabalho e formos pra casa. Para deixar mais seguros nossos parentes e amigos, que se sentirão mais confortáveis. Lógico que as medidas de prevenção ainda devem ser seguidas por todos – disse.

Outra médica que atua na linha de frente ao novo coronavírus, a clínica geral Carla Mendes Costa classificou a vacinação como “uma luz no fim do túnel”.
– A vacina é uma luz no fim do túnel, um misto de esperança de dias melhores e alegria de estar vacinada para seguir em frente nessa batalha. Em meio à pandemia, foi um grande desafio termos que lutar com pacientes suspeitos e infectados. Todos os casos me tocaram emocionalmente, mas ao ver a evolução de muitos deles (pacientes), como profissional de saúde foi de certa forma gratificante ter conseguido ajudar – disse.

A vacina estava sendo aguardada também pela enfermeira Tayane Neves de Paula, que atua na área da maternidade do hospital. Ela comentou que vários casos de mães que acabaram sendo infectadas pelo vírus a comoveram.
– É muito gratificante estar sendo vacina, os profissionais de saúde esperaram tanto por isso, mais de um ano de pandemia lutando pelos pacientes. Estou um pouco mais “tranquila” recebendo a vacina estando na linha de frente da Covid-19 – comentou.

A técnica de enfermagem Janaína Almeida Braz frisou que foi uma satisfação ter sido vacinada para continuar cuidando dos pacientes. “Foi uma alegria e satisfação receber a vacina para cuidar das pessoas que a gente ama”, disse.

Já a fisioterapeuta Ana Carolina Analoni destacou que teve uma sensação de alivio ao receber o imunizante após dias difíceis na linha de frente da Covid-19. “Me senti mais aliviada ao receber a dose da vacina, depois de ter passado por tantos momentos difíceis, desde o começo da pandemia. Há uma luz de esperança”, falou.

De acordo como o setor de Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, até o fim da manhã mais de 150 profissionais de saúde do HSJB já haviam sido vacinados. A ação ainda iria se estender até o fim da tarde desta quinta-feira (21).

Uma das profissionais do setor de Vigilância Epidemiológica, Rilene Simone Moreira Firmiano comentou que os profissionais de saúde vacinados nessa primeira fase da campanha receberão a segunda dose da vacina dentro de 21 dias.

Fotos: Franciele Bueno/PMVR