Veículo adaptado com equipamentos modernos vai atender pacientes da fila de espera, que aguardam por ultrassonografia e mamografia

 Durante três dias a saúde de Volta Redonda terá um reforço a mais nos atendimentos. A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, trouxe para a cidade o Mamógrafo Móvel. Trata-se de um caminhão do Programa Nova Saúde, do Estado do Rio de Janeiro, que foi cedido para Volta Redonda, a fim de realizar exames de mamografia e ultrassonografia. O objetivo é atender pessoas que estão aguardando na fila de espera.

O atendimento começou nesta terça, dia 3, e vai até quinta, dia 5. Serão 70 mamografias e 30 ultrassonografias, diariamente. O Mamógrafo Móvel foi estacionado ao lado do Estádio Raulino de Oliveira. O veículo possui estrutura com equipamentos modernos, ar condicionado e salas para a realização dos exames. Conforme explicou o secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto, o objetivo principal é atender às pessoas que já estavam aguardando na fila de espera. A previsão é realizar cerca de 300 atendimentos durante os três dias.

“Nós solicitamos ao Estado esse Mamógrafo Móvel desde o ano passado e agora fomos atendidos. A realização de um exame para quem está aguardando numa fila de espera é importante. E qualquer forma de trazer para dentro do município formas para reduzir essa fila vamos fazer”, frisou Alfredo Peixoto.

 O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, reforçou que ações em prol da saúde da cidade sempre serão prioridade de sua gestão.

“A saúde é prioridade do nosso governo. E nós estamos buscando todas as formas possíveis de agilizar o atendimento e também melhorar a qualidade de nossa saúde. É um respeito ao cidadão. As pessoas merecem bom atendimento e, principalmente, merecem ser atendidas rapidamente. Tenham certeza que nosso governo está atento a todas as situações e adotando medidas que sejam interessantes para a população. Esta é mais uma ação que visa o bem estar da população”, destacou Samuca Silva.

 “A saúde de Volta Redonda comparada a outras cidades está muito boa. Para mim é uma novidade ser atendida assim e eu gostei muito. Nem parece que a gente está dentro de um caminhão”, comentou a manicure Dilma Célia Valim.

 “Eu fiquei muito feliz de receber a ligação do pessoal da saúde para vir aqui hoje fazer meu exame”, disse a dona de casa Maria de Fátima Duarte.

A salgadeira Roselaine Pereira comentou sobre a qualidade no atendimento.  “O atendimento foi normal, apesar de estar dentro de um caminhão foi como se eu estivesse dentro de um consultório. Foi tranqüilo graças a Deus”, disse Roselaine Pereira.