No local, será construído um Parque Natural Municipal numa área de um milhão de metros quadrados

O Prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, esteve na manhã desta quinta-feira, dia 04, na cerimônia de início das obras, de um novo empreendimento, do setor imobiliário, que será construído em Volta Redonda. No mês passado, foi assinado um termo de compromisso, da empresa com a prefeitura, referente à criação de um Parque Natural Municipal. Esse parque será realizado através de uma doação de uma área de um milhão de metros quadrados de áreas florestais e a implantação completa de um parque natural, próximo à Rodovia dos Metalúrgicos.

A visita do prefeito no empreendimento foi para afirmar que o município está em constante crescimento, com responsabilidade e preparando a cidade para futuro. “Quem ganha com o empreendimento é toda a região do Sul Fluminense. Esse investimento é uma cadeia produtiva da construção civil e quem ganha é a economia local. O que os empreendedores vão deixar para Volta Redonda é o primeiro parque municipal e isso mostra que há uma união entre os prefeitos pensando no futuro e no desenvolvimento da região”, falou o prefeito.

Samuca acrescentou ainda que, existem na cidade R$800 milhões em empreendimentos imobiliários aprovados na prefeitura de Volta Redonda. “Isso é um marco para nossa cidade. Eu fico feliz de oportunizar isso para o município e agradeço aos empreendedores por acreditar em nossa cidade e na nossa região. Aqui pode ser um novo pólo do estado do Rio de Janeiro de desenvolvimento”.

O projeto do parque vai proporcionar a preservação e recuperação de áreas de interesse ambiental, além de disponibilizar a população opções de lazer, recreação e educação ambiental. O espaço vai contar com um mirante, área de plantio social, playground, anfiteatro, academia, praça, vegetação nativa, estacionamento, sede administrativa e portal de acesso, tudo com programação visual.

A arquiteta do empreendimento, Maria Angélica Vasconcelos, explicou que durante todo o projeto houve o cuidado com a preservação da natureza. “No conceito urbanístico deixamos a natureza em primeiro plano e a ideia será viver em harmonia com o verde, valorizando o lazer em todas as idades”, afirmou.