Cidade Destaque

Orquestra de Cordas de Volta Redonda abre programação paralela ao Festival Vale do Café

Apresentação no Mais Vassouras foi na última sexta-feira, dia 19, na Igreja Matriz do município 

A Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, em Vassouras, ficou lotada na noite da última sexta-feira, dia 19, durante concerto da Orquestra de Cordas de Volta Redonda. O grupo, que faz parte do projeto VR Cidade da Música, abriu a programação paralela ao Festival Vale do Café. O Mais Vassouras, que reúne arte e cultura, tem atrações previstas até o próximo domingo, dia 28 de julho.

Os 63 músicos, incluindo estudantes e instrutores do Cidade da Música, tem entre 14 e 21, e foram regidos pela maestrina Sarah Higino, uma das coordenadoras do projeto. No programa estavam composições de Mendelssohn, Ernani Aguiar, Ernest Mahle, Samuel Barber.

De acordo com Sarah Higino, é muito gratificante abrir a programação cultural com o espaço lotado. “Neste concerto, tivemos a oportunidade de apresentar obras de Ernest Mahle, Alemão naturalizado brasileiro, que completa 90 anos em 2019. É um orgulho mostrar essas composições para a comunidade. Na mesma noite, tocamos obras de Ernani Aguiar, que esteve conosco em concerto no Teatro Gacemss, no mês passado”, citou a maestrina.

Ela lembrou ainda que, no próximo mês, o projeto Volta Redonda Cidade da Música sedia o Festival Internacional de Violoncelo. As atividades serão realizadas entre os dias 7 e 10 de agosto. “Estamos esperando músicos de países da Europa, Estados Unidos e Argentina”, contou Sarah.

O prefeito Samuca Silva afirma que o Cidade da Música é um orgulho para Volta Redonda e acha justo que os moradores de outros municípios possam receber e apreciar o talento dos nossos músicos. “O projeto está em 39 escolas da Rede Municipal e Fevre, atingindo mais de quatro mil estudantes, da pré-escola ao ensino médio. É um exemplo a ser seguido. Deixa um legado de investimento em cultura e ajuda a formar cidadãos”, falou Samuca.