A Prefeitura de Volta Redonda informa que a secretaria municipal de Saúde tem condições de administrar, temporariamente, o Hospital Vita, no que diz respeito aos atendimentos realizados pelo SUS. O prefeito Samuca Silva, inclusive, sugeriu essa opção ao judiciário de Volta Redonda. O período estabelecido será até que uma nova empresa de saúde assuma definitivamente a gestão do Hospital Vita.

O governo municipal considera como positiva a decisão da justiça de não autorizar o fechamento da unidade médica particular. Isso porque, causaria um caos na rede municipal de saúde com o aumento das demandas nos hospitais do Retiro e do São João Batista.

Atualmente, cerca de 42% dos atendimentos realizados na cidade são de pacientes de outros municípios. Vale lembrar ainda que a prefeitura não tem interesse em adquirir a unidade médica.

Samuca Silva ressalta também a importância da decisão judicial para a manutenção dos atuais empregos do hospital particular, evitando assim o desemprego em massa.

SECOM-VR – (24) 3339.9061