Sábado, 30 de junho, será o sorteio pela Loteria Federal para ocupação dos  176 unidades do programa habitacional no São Sebastião

A Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) e a Companhia de Habitação de Volta Redonda(Cohab) informam aos moradores de Volta Redonda, com renda até R$ 1.800,00 (mil e oitocentos reais) interessados em concorrer a uma das 176 unidades no residencial Mato Dentro III, bairro São Sebastião, que as inscrições se encerram na próxima segunda-feira, 25. O sorteio para selecionar as famílias que terão direito ao empreendimento será pela Loteria Federal, no sábado, dia 30, às 18h.

As famílias sorteadas serão divulgadas pelo portal da prefeitura de Volta Redonda. O secretário de Ação Comunitária, Marcus Vinicius Convençal, orienta a todos os interessados a não esquecer do prazo e garantir uma oportunidade no sorteio. A inscrição é gratuita.

“A inscrição pode ser feita até de casa pela internet, por um tablet, computador, telefone celular, acessando o site da Cohab ou pessoalmente na sede do Na Hora, no Retiro ou na Cohab, bairro Aero Clube. As famílias sorteadas serão avaliadas pela Smac e Caixa Econômica, produzindo um dossiê com as informações familiares. É fundamental a inscrição no cadastro habitacional para ter acesso ao programa habitacional federal do Minha Casa Minha Vida ”, afirmou.

A sede do Na Hora fica na Avenida Antonio de Almeida , 46, Retiro. O telefone de contato é 3346 6640. O funcionamento é de 12h às 17h, mas na segunda-feira, último dia para a inscrição, haverá um funcionamento especial das 8h às 17h visando atender um maior número de pessoas que não tem acesso a internet. O site da Cohab para inscrição é www.voltaredonda.rj.gov.br/cohab/ onde a pessoa interessada vai preencher uma ficha eletrônica com as informações, sendo que no final será emitido um número de protocolo para concorrer ao sorteio.

Ou então deve comparecer pessoalmente na sede da Companhia de Habitação que fica na Avenida Ministro Salgado Filho,620, bairro Aero Clube no horário das 12h às 17h30. O titular do cadastro deve apresentar os documentos pessoais( Identidade, CPF), levar o Cep(Código postal) da rua onde mora e informar os nomes e data de nascimento de todas as pessoas da família que moram na residência.

O prefeito Samuca Silva, destaca o alcance social do programa habitacional: “A prefeitura de Volta Redonda atende a todas as exigências da contrapartida do programa federal, para ampliar esta parceria, e atender o maior número de pessoas nesta faixa, mais carente, que querem realizar o sonho da casa própria. Seremos sempre parceiros nestas iniciativas públicas de investimentos para reduzir a demanda habitacional”, concluiu Samuca.

O imóvel do programa habitacional federal, do Minha Casa Minha Vida, tem um custo de R$ 95 mil cada, sendo que as prestações devem girar de R$ 80 a  R$ 270,00 mensais, conforme a renda familiar.