O Volta Redonda, encara o  Floresta do Ceará , neste  sábado, às 15h, na Cidade Vozão. Confronto que é considerado uma decisão para o time da Cidade do Aço, que, ocupa a sexta colocação grupo A, com 22 pontos, e precisa da vitória para continuar vivo na briga por uma vaga na próxima fase.

 Mas não é só vencer;  O tricolor tem que  torcer para que alguns clubes não vençam. Casos do Altos que está com 21 pontos e encara o Paysandu com 24. Neste caso o empate seria o ideal. O Ferroviário do Ceará tem 23 pontos e encara o líder, Manaus com 25. Vitória do Manaus ou empate será favorável ao Volta Redonda, Outro que entra em campo é o Tombense que soma 24 pontos e encara o desesperado Santa Cruz com 11 e praticamente rebaixado. Para não cair o time pernambucano terá vencer os dois jogos que resta e torcer para o Floresta não vencer. O Botafogo da Paraíba com 23 pontos é outro que tem uma tarefa relativamente mais fácil. Recebe em casa o Jacuipense que a exemplo do Santa Cruz está com grandes chances de rebaixamento.

Para o jogo contra o Foresta, o Esquadrão de Aço contará com os retornos do meia Luciano Naninho, que cumpriu suspensão automática na rodada passada, e o atacante Orlando Jr., recuperado de uma lesão no tornozelo. Além deles, o volante Muniz, apresentado nesta semana como novo reforço tricolor, está regularizado e viajou com a equipe.

Por outro lado o volante Emerson Junior está fora da partida por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Outro desfalque importante o atacante MV que ainda se recupera de cirurgia.

Flamengo avança; fluminense dança

A quarta feira foi mais uma vez de festa para a torcida do Flamengo mesmo em pequeno número voltou ao Estádio para assistir a vitória rubro negra sobre o Grêmio por 2 a 0 dois gols de Pedro que entrou no segundo tempo substituindo Gabigol que não marcou e deixou o campo nervoso após desentendimento com o técnico Luiz Felipe Scolari.

Apesar do favoritismo o time da gávea encontrou dificuldade para vencer o tricolor gaúcho que fez uma partida de igual para igual no primeiro tempo e só não conseguiu parar o rubro negro na etapa complementar.

Pedro tentou de bicicleta e errou o alvo, mas a bola bateu na mão do zagueiro do Grêmio e após o VAR o árbitro marcou pênalti convertido pelo atacante  Pedro num lance de oportunismo marcou o segundo mandando os gaúchos pra casa.

Na sequência o Flamengo vai pegar o Athlético do Paraná que eliminou o Santos pelo placard de 1 a 0.

O Fluminense não teve a mesma sorte. Jogando  em Belo Horizonte contra o embalado Atlético o tricolor acabou eliminado por 1 a 0 gol de Huck cobrando pênalti marcado com interferência do VAR e aproveitado pelo time mineiro que terá pela frente o Fortaleza que eliminou o São Paulo por 3 a 1.

Sem clube desde quando deixou o Cruzeiro, o zagueiro Dedé treina no Volta Redonda, do Rio de Janeiro.

Sem clube desde que entrou em acordo com o Cruzeiro na Justiça pela rescisão de seu contrato, em julho, o zagueiro Dedé voltou às origens para manter em dia a parte física. O zagueiro vem treinando no Volta Redonda, clube que o revelou.

“É com muita felicidade e carinho que o Volta Redonda está recebendo o zagueiro Dedé, prata da casa do Esquadrão de Aço, para um período de treinamentos junto ao elenco profissional, com o intuito de utilizar toda a estrutura tricolor para manter e aprimorar a sua forma física”, destacou o clube por meio de nota.

Dedé teve passagens vitoriosas pelo Vasco e pelo Cruzeiro. Foi bicampeão brasileiro e tricampeão da Copa do Brasil e chegou à seleção brasileira. Aos 33 anos, o zagueiro conviveu com lesões durante o ano e chegou a entrar em imbróglio judicial com o clube mineiro. Seu último jogo oficial foi em outubro de 2019.

Clubes enviam carta para a CBF e solicitam adiamento 21ª da rodada do Brasileiro

Representantes de 17 clubes enviaram  carta para o departamento de competições da CBF com a solicitação do adiamento da 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os dirigentes ainda esperam resultado de última cartada no STJD, que já rejeitou tentativas anteriores para derrubar a liminar favorável ao Flamengo que terá público no  domingo, contra o Grêmio.

Na carta enviada, os clubes – sem a assinatura do Atlético-MG, Cuiabá e, claro, do próprio Flamengo – lembram que não se opõem ao retorno de público de maneira alguma, mas querem a volta de torcedores para todos ao mesmo tempo. Conforme decisão unânime do último Conselho Técnico promovido pela CBF.

A nova resposta do STJD ao recurso voluntário deve sair nesta quinta-feira. Mais cedo, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, foi até a CBF para conversar com o presidente em exercício a respeito da tentativa dos clubes. A CBF ainda não se manifestou sobre o desejo dos clubes.

Até mesmo dirigentes com boa relação com Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, manifestaram reprovação com as últimas medidas do clube da Gávea. Em grupo de Whatsapp, alguns deles criticaram a postura do Rubro-Negro, mas Landim nada respondeu

STJD indefere pedido de 13 times da Série B, e Cruzeiro continua liberado a ter torcida em jogos

O presidente do STJD, Otávio Noronha, indeferiu a inicial e o processamento da Medida Inominada solicitada por 13 clubes da Série B contra liminar que liberou a presença de público nas partidas, como mandante, do Cruzeiro. O próximo jogo do time mineiro é na quinta-feira, contra o Operário, na Arena do Jacaré, às 19h (de Brasília), e terá, mais uma vez, a presença do público.

Na terça, Goiás, Vila Nova e Confiança obtiveram liminar semelhante para ter torcedores em seus jogos como mandante.

O órgão destacou que o procedimento adequado era os clubes ingressarem como terceiros interessados e recorrerem da decisão na Medida inicial do Cruzeiro e não entrarem com nova, como foi feito.

O Cruzeiro é o único time da Série B que conseguiu levar torcida a jogos até agora, primeiramente em Belo Horizonte, e após o prefeito proibir os jogos com torcida na capital, a Raposa teve autorização para mandar os jogos com público fora de BH.

“Os Clubes aqui Requerentes poderiam, em querendo, vindicar sua admissão naquele feito, na qualidade de Terceiro Interessados, e interpor, inclusive, o Recurso Voluntário, mas deixaram a oportunidade de fazê-lo precluir, não sendo lícito tentar repristinar a discussão por meio desta via tortuosa e inadequada.

Nenê topou reduzir salário em mais de 70% na Série B para trocar Fluminense pelo Vasco

O flerte era antigo, mas namoro e casamento aconteceram rapidamente. Nenê surpreendeu, rescindiu com Fluminense e está de volta ao Vasco após quase quatro anos. Uma negociação rápida em que pesou o desejo do jogador. Para retornar a São Januário, ele topou reduzir seu salário em mais de 70% em um primeiro momento.

O contrato assinado na casa do diretor Alexandre Pássaro na noite de terça-feira, pouco mais de uma hora após a rescisão com Fluminense, vai até dezembro de 2022 e prevê cenários diferentes. Caso o Vasco consiga o acesso à Série A, Nenê terá seu salário reajustado a partir de janeiro, compatível com aumento de receitas do clube. No momento, o salário de Nenê representa quase 10% do que ele recebeu em sua primeira passagem em São Januário.