Quatro escolas do Complexo Vila Brasília foram visitadas nesta quarta-feira, dia 11

A Defesa Civil de Volta Redonda iniciou nesta quarta-feira, dia 11, um programa piloto chamado ‘Defesa Civil nas Escolas’, o objetivo do órgão é inserir temas práticos e noções de defesa civil, sensibilizando as crianças sobre questões de risco. A ação aconteceu em quatro escolas da rede municipal, sete turmas do 5º ano participaram.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Rafael Champion, o projeto visa uma mudança de hábitos. “O intuito do programa é que as novas gerações fiquem conscientes sobre os riscos. E que eles possam colaborar com a sociedade, todos nós somos Defesa Civil. O complexo do Vila Brasília, foi escolhido devido ao grande número de incidência no local”, contou. Na apresentação da Defesa Civil, foi lida uma matéria sobre uma menina de apenas dez anos que salvou cerca de 100 pessoas de um desastre natural, graças a uma aula de geografia.

Para a secretária municipal de Educação, Rita Andrade, essas atividade resultam em um aprendizado dentro das casas. “Com certeza depois desse conhecimento passado os alunos vão cobrar seus pais sobre a segurança do local onde moram. Tudo ensinado dentro de sala de aula reflete na vida do aluno. Essas ações possibilitam um crescimento e desenvolvimento como cidadão”, enfatizou.

As informações foram passadas de forma bem divertida, e ao final dos dez encontros todas as crianças vão se tornar ‘Agente Mirim de Proteção e Defesa Civis’. Os alunos puderam perguntar e tirar dúvidas sobre o trabalho dos agentes. Segundo Amanda de 10 anos, da Escola Fernando de Noronha, ouvir a Defesa Civil, aumentou a preocupação com sua avó. “Aproveita para perguntar se o barranco que fica no quintal da casa da minha avó pode desabar. Pedi para que eles fossem a casa dela para conversar com minha avó, ela é muito teimosa”, contou.

De acordo com o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, o programa pode ser ampliado. “Por enquanto estamos trabalhando nas escolas onde tem mais áreas de incidentes. Futuramente vamos levar para outras escolas para que todas as crianças possam conhecer e se tornar um agente da Defesa Civil. Ajudando a cidade”, disse o prefeito.