No momento atual, políticas que ofereçam estabilidade monetária e financeira são necessárias para sustentar a economia e mitigar qualquer problema futuro de liquidez. Aperto nas condições financeiras pode se tornar um empecilho para a economia, uma vez que levaria o empresário a adiar decisões de investimento e os indivíduos a postergarem consumo por não se sentirem seguros financeiramente. 

Nesse sentido, a Firjan entende que um corte dos juros de 75 pontos-base na reunião do Copom desta semana é o mais adequado neste momento, levando em conta a atual crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.  

Essa medida não colocará em risco a meta de inflação estabelecida, uma vez que as expectativas de inflação e de crescimento econômico já caíram significativamente na última semana. 

Além disso, o Copom precisa seguir monitorando os efeitos diretos e indiretos sobre a economia e não hesitar em novos cortes da taxa de juros em reuniões extraordinárias caso a crise se agrave.