Minha Casa, Minha Vida vai sortear 176 unidades entre os cadastrados para o bairro São Sebastião

 A Companhia de Habitação de Volta Redonda (Cohab-VR) está alertando os inscritos no banco de dados do Cadastro Habitacional da empresa para que façam a atualização de seus dados junto a companhia. A atualização visa confirmar a participação dos inscritos no sorteio que definir os contemplados para as 176 unidades habitacionais que estão sendo construídas no bairro São Sebastião. O sorteio irá acontecer em 30 de junho e será realizado pela Loteria Federal.

Quem ainda não se cadastrou tem até o dia 25 de junho, segundo explicou o diretor técnico da Companhia, Paulo de Alvarenga Farias Netto, “As pessoas interessadas deverão apresentar os documentos pessoais e dos dependentes e terão três opções para inscrição: na sede da Cohab (no Aero Clube), na Subprefeitura (Retiro) ou no site da prefeitura (www.voltaredonda.rj.gov.br/cohab). Não precisa levar xerox, somente os documentos originais para a confirmação”, informa o diretor.

O prefeito Samuca Silva disse que o plano habitacional federal é excelente oportunidade para a faixa salarial de renda mais baixa. “A nossa administração está dialogando e disposta a realizar novas parcerias com a Caixa e o Governo Federal para que novos empreendimentos habitacionais sejam executados em Volta Redonda, atendendo a uma considerável parcela da população”, enfatizou.

O programa Minha Casa, Minha Vida está concluindo o projeto no bairro São Sebastião, Residencial Mato Dentro III, onde estão sendo construídas 176 unidades. Os apartamentos são subsidiados pelo governo Federal, através do FAR (Fundo de Arrecadação Residencial) e financiamento da  Caixa Econômica Federal. Cada imóvel tem um custo total de R$ 95 mil.

O futuro mutuário que for aprovado, após sorteio com a confirmação da documentação pela CEF, pagará prestações entre R$ 85,00 e R$ 220,00 durante dez anos. Ao final, o mutuário pagará apenas R$ 10 mil pela aquisição imobiliária. A sua renda familiar mensal não pode superar a R$ 1.800,00, conforme as normas do programa habitacional federal.

“É muito importante a atualização das informações dos cadastrados, pois os dados atualizados irão assegurar sua aquisição das unidades habitacionais, caso sejam sorteados. No Programa Minha Casa, Minha Vida do Jardim Cidade do Aço, por exemplo, algumas pessoas deram informações erradas, imprecisas, e mesmo sorteadas, acabaram perdendo a oportunidade da casa própria”, lembrou o diretor da Cohab, Paulo Farias Netto.