Unidade é a segunda de Volta Redonda aberta ao público, a primeira fica no Retiro; outros 23 telecentros estão nos CRAS e são voltados para cursos

A população de Volta Redonda ganhou na manhã desta quinta-feira, dia 16, mais um Telecentro Comunitário. A segunda unidade aberta ao público em geral fica na Biblioteca Municipal Raul de Leoni, na Vila Santa Cecília. O telecentro conta com dez computadores com acesso à Internet e pacote libre Office, além de um equipamento central para uso do monitor. Os usuários ainda podem fazer a impressão de três folhas por dia. O horário de funcionamento é das 8h ao meio-dia e das 13 às 17h.

A outra unidade nestes moldes fica em anexo ao Colégio Municipal João XXIII, no Retiro. E o município ainda conta com outros 23 telecentros, que ficam dentro de CRAS (Centro de Referência à Assistência Social) voltados para cursos para comunidade.

O Telecentro da Vila homenageia o estudante Pedro Moreira Torturella, morto no ano passado aos 19 anos. A família, o pai Nilo Torturella, a mãe Patrícia Moreira Torturella e o avô Luiz Neto prestigiaram a inauguração. O pai elogiou a iniciativa. “É fundamental esse movimento de inclusão digital, principalmente para os jovens. E é gratificante ver o nome do Pedro eternizado nesse espaço”, falou.

O secretário municipal de Ação Comunitária, Marcus Vinícius Convençal, afirmou que essa inauguração confirma que a nova gestão não deixa de investir na assistência. “Além disso, é gratificante comprovar que o novo não invalida o tradicional. É bom ver o telecentro ao lado dos livros, ampliando a acesso à cultura e ao conhecimento para a população”, disse.

O vice-prefeito de Volta Redonda, Maycon Abrantes, lembrou que o Telecentro Comunitário promove inclusão para todas as idades e ajuda a combater o chamado analfabetismo digital. “O espaço, recebe a população para demandas espontâneas, mas também será utilizado para realização de cursos gratuitos”, afirmou.

O prefeito do município, Samuca Silva, agradeceu à família do jovem Pedro por permitir a homenagem. “Sei que ele ainda está presente na vida dos amigos e familiares, mas agora passa a fazer parte da vida de muitas pessoas”, acredita. Ele continuou afirmando que o investimento em tecnologia é um passo para a conquista do progresso. “Para promover cada vez mais a inclusão digital, além dos telecentros, vamos levar a Internet gratuita para todas as escolas da Rede Municipal de Ensino”, disse.

Ainda estavam no evento os secretários de Esporte e Lazer, Maria Paula Tavares; de Cultura, Aline Ribeiro; de Planejamento, Enock Azevedo; e os presidentes do IPPU (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano), Márcio Lins; da FBG (Fundação Beatriz Gama), Cláudia Dornelas; e da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), Waldyr Bedê.